icone transparencia cosems     icone politicas publicas     icone transparencia minas

Mutirão contra a dengue recolhe 46 toneladas de inservíveis em Sete Lagoas

on 11 Setembro, 2018

A Secretaria Municipal de Saúde de Sete Lagoas promoveu durante todo o mês de agosto, uma série de mutirões de limpeza para recolher inservíveis, aqueles velhos objetos guardados que não tem nenhuma utilidade e que com o passar do tempo, servem como potenciais criadouros para o mosquito transmissor da Dengue, Chikungunya e Zika.

O Comitê de Enfrentamento às doenças, realizou diversas ações em pontos críticos do município, elencadas pela supervisão geral, de área e do Comitê de Combate a Dengue, levando em consideração o resultado do LIRAa e o Levantamento do Índice Rápido do Aedes Aegypti, que aponta as regiões da cidade com maior risco de infestação e, consequentemente, casos das doenças transmitidas pelo mosquito.

Além de realizar a coleta de inservíveis, os mutirões serviram para mobilizar toda a comunidade. De acordo com o gerente do Centro  de Combate à Dengue, Adriano Marcos Pereira de Souza, os últimos resultados do LIRAa apontaram que a maioria dos focos do Aedes Aegypti estava dentro das residências, e o volume de lixo e materiais inutilizáveis recolhidos durante os mutirões, confirmam esse dado. “É fundamental que as pessoas entendam o papel que cada cidadão tem no controle e no combate à Dengue. Cuidar da própria casa, do próprio quintal, é de extrema importância”, explicou.

Segundo Adriano, foram recolhidas aproximadamente 46 toneladas de inservíveis e 758 pneus, utilizados 10.900 sacos de lixo e 784 pares de luva, além de oito atendimentos com a equipe operacional do SAAE e quatro atendimentos com representante da Secretaria de Obras, que conta com cinco imóveis, onde residem acumuladores. Nestas residências, foi necessário acionar as equipes da Secretaria de Assistência Social e do setor de Patrimônio da Prefeitura. “Chamou a atenção, o fato de em algumas residências, os moradores terem dito que estavam aguardando a Prefeitura para fazer a retirada dos materiais, como se cuidar do local onde vivem fosse uma obrigação do município, e não dos moradores”, relata o gerente.

Adriano informou ainda que a equipe de mobilização realizou ações de sensibilização junto aos moradores com intuito de facilitar a retirada dos inservíveis, e repassou informações sobre o controle do vetor. “Desta forma, estamos incentivando as pessoas a realizarem vistorias semanais em suas casas para evitar que o acúmulo de lixo e outros materiais possibilite o aumento do risco de uma epidemia de Dengue em Sete Lagoas”, finalizou.

 Os mutirões tiveram o apoio de militares do 4º GAAe e das Secretarias de Meio Ambiente, Assistência Social, Obras e Educação, além do SAAE, Vina e membros da Atenção Primária à Saúde da Secretaria Municipal de Saúde, de equipes de Combate ao Pernilongo e do Controle da Dengue, que integram o Comitê de Enfrentamento à doença.

IMG 20180817 WA0051 1

IMG 20180810 WA0013

IMG 20180822 WA0055 1