icone transparencia cosems     icone politicas publicas     icone transparencia minas
         

COSEMS/MG presente na edição do Integra Saúde

on 05 Abril, 2019

Por Ariane Fernandes

A Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos de Minas Gerais (FEDERASSANTAS) realizou nesta quinta-feira (04/04), no Auditório do Conselho Regional de Medicina do Estado de Minas Gerais (CRM), a 6ª edição do Integra Saúde com o tema: “Um novo tempo para a saúde dos mineiros”, com o intuito de promover um debate entre as principais lideranças e autoridades em Saúde do Estado, para discutir ações que sirvam para nortear o fortalecimento do segmento filantrópico estabelecendo uma real parceria entre os entes federativos, no âmbito dos municípios, Estado e União Federal.

Entre as diversas palestras ministradas durante todo o dia, a Vice-Presidente de Relações Institucionais da FEDERASSANTAS, Rita de Cássia Pereira de Castro, mediou à palestra sobre o projeto: “PRÓ-FINANCIAMENTO SUS”, que contou com a mesa composta pela Presidente da FEDERASSANTAS, Katia Rocha, o Vice-Presidente do COSEMS/MG e Secretário Municipal de Saúde de Santana da Vargem, Hermógenes Vaneli e o Coordenador do CAO-Saúde/MP/MG, Nélio Dutra Júnior. 

integra1

O projeto “Pró-Financiamento SUS”, foi idealizado visando melhorar de forma efetiva a saúde dos mineiros, através de uma parceria entre a FEDERASSANTAS, o Ministério Público (através do CAO-Saúde), COSEMS/MG e Associação Mineira dos Municípios (AMM), que propõe o levantamento dos custos mínimos necessários para garantir a qualidade dos serviços executados, com o objetivo de criar subsídios para reivindicar a melhoria na remuneração para o setor hospitalar filantrópico, responsável por mais de 50% de todos os atendimentos prestados pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

O Vice-Presidente do COSEMS/MG, Hermógenes Vaneli iniciou sua fala afirmando que a saúde pública no Estado, vive momentos de grave instabilidade, pois os municípios mineiros aportam em média entre 25 a 35% de receitas próprias em saúde. “O projeto “Pró-Financiamento SUS” é uma ação muito importante para que se traga a luz da verdade, o custo real de cada instituição. É necessário que se abra a “caixa preta” da saúde para que todos tenham noção dos custos para buscarmos uma forma adequada de financiamento, pois não se faz uma saúde de qualidade sem médicos, sem prestadores filantrópicos e contratados”, relatou.

Hermógenes ainda ressaltou que é necessário encontrar uma forma equilibrada de garantir o acesso do paciente aos hospitais em tempo oportuno para que ele tenha sua pronta recuperação, por isso, uma das grandes preocupações do COSEMS/MG refere-se à dívida do Estado para com os municípios mineiros e prestadores de serviços de saúde que superam R$4 bilhões de reais, e cerca de 40% deste débito é com a Atenção Primária de Saúde, havendo um risco eminente de centenas de hospitais serem fechados no Estado gerando ainda mais caos na saúde dos mineiros.

integra2

Hermógenes Vaneli também destacou que apesar dos graves problemas enfrentados no Estado, também há alguns pontos positivos que devem ser informados e citou que durante o mês de março, ele esteve presente em uma reunião com o Secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, o Presidente do COSEMS/MG, Eduardo Luiz da Silva e o Presidente do CONASEMS, Mauro Junqueira onde foi acordado que dos R$192 milhões de reais destinados ao Sistema Único de Saúde de Minas Gerais, R$30 milhões será destinado para o pagamento efetivo do extrapolamento dos serviços executados na Oncologia no Estado, para garantir que nenhum paciente tenha seu atendimento negado, nesta área especifica.

No período da tarde, o Vice-Presidente do COSEMS/MG, Hermógenes Vaneli participou dos painéis: “A visão do Ministério da Saúde sobre a Rede Hospitalar Filantrópica de Minas Gerais”e“A importância do apoio parlamentar às Santas Casas e Hospitais Filantrópicos”, representando o Presidente do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS) Mauro Junqueira.

integra3

Durante as palestras foram abordados temas como a relação da informatização de sistemas integrados, diálogo permanente e a valorização do setor hospitalar filantrópico para a rede assistencial do SUS. Outro ponto destacado foi sobre o endividamento das instituições filantrópicas, o subfinanciamento dos serviços prestados, a inviabilidade dos hospitais de pequeno porte, entre outros.

O Vice-Presidente do COSEMS/MG, Hermógenes Vaneli relatou a importância da parceria realizada nos últimos anos entre COSEMS/MG, FEDERASSANTAS e AMM, pois todas as entidades lutam pelo mesmo ideal, que é fazer com que o Sistema Único de Saúde de Minas Gerais seja forte o bastante para continuar existindo e salvando vidas.

integra5IMG 297